Pages

terça-feira, 8 de junho de 2010

Experiência com kids.

Antes de qualquer coisa quero agradecer às minhas amigas que comentaram no post anterior, muito obrigada meninas, isso me incentiva a escrever mais =)

Bom, toda futura au pair sabe que um dos pré-requisitos do programa é a experiência com crianças, especificamente 200 horas no mínimo. Eu estou fazendo trabalho voluntário em uma creche particular que tem perto da minha casa. Como eu consegui? Confesso que não foi tão fácil como eu achava, comecei por creches na lista telefônica e recebi pelo menos cinco respostas negativas, e eu acreditava que todo mundo aceitava voluntários, né? Vai sonhando.

No meio das minhas ligações o meu pai comentou que conhecia o dono de uma creche, achei o telefone e passei pra ele, que ligou lá e falou com a esposa desse homem. Na verdade, ela é a diretora da creche, aí ela disse pra ele pra eu ir lá as 15h e eu fui, expliquei tudo do intercâmbio e ela falou que era só eu levar a declaração da Agência e podia começar quando eu quisesse, enfim uma semana depois eu estava com a declaração em mãos e comecei com o trabalho voluntário, isso foi no comecinho de maio e estou lá até hoje.

Faço minhas horas dàs 8h ao 12h, são só 4 horas por dia, mas no fim terei minhas 200 horas. Estou há um mês lá e estou super apegadas com as crianas, nesse horário que faço são no máximo 10 crianças, que são as crianças que ficam integral, é tão bom. Os pequeninos de 1 ano grudam na minha perna e não soltam mais, já fizeram montinho em mim, me deram abraço de urso e tudo que tem direito, sem contar os momentos divertidos no parquinho e na piscina de bolinha. Vou sentir muita falta deles quando sair de lá, nhai!

A minha outra experiência é com a filha da vizinha que tem 1 ano, e comecei na mesma época da creche, mas com ela não são todos os dias, e sim só quando a vizinha precisa de mim.
Eu tenho outras experiências com a minha sobrinha, cuidei dela por um tempo quando ela era recém nascida, e vou cuidar de novo quando ela vir pra cá, agora está com nove meses. Outras experiências com primos, primas, filhos de ex-vizinhos e assim vai indo. Acho que nessa parte estou de boa =)

Enfim, por hoje é só. No próximo post vou explicar como funciona o programa Au Pair para ajudar quem não é do "ramo" hahaha.

Beeijos.

3 comentários:

sammyzita disse...

Awn amiga *-* se tem uma coisa que eu acho super fofa é o jeito que tu fala das crianças! sério! Lembro do dia que tu entrou no MSN toda puta dizendo que teu irmão tinha dito que tu iria fazer isso por puro interesse! NOOOSSA! se ele visse como você fala bem, trata bem e gosta do que faz se arrependeria MUITO de ter dito isso! eu acho muito fofo você ter esse carinho todo especial com elas, awn! e é assim que as coisas começam, sabe? é por isso que eu não tenho DÚVIDAS que você vai se dar SUPER bem lá com as crianças, nossa não tenho dúvidas! só sinto orgulho (L)

Renata disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata disse...

Oiii..
Também serei AP em 2011!!

Estou tirando a carta e o passaporte..
Já fiz inglês mas está difícil de encontrar uma aula específica p. nós!!

Hsuhaus.. pior q tbm descobri q voluntariar ñ é tão fácil assim!! Ainda ñ encontrei um lugar ¬¬'


Bjuxx Rê ;)

Postar um comentário